O Pálido Ponto Azul

A espaçonave estava bem longe de casa. 
Eu pensei que seria uma boa ideia, logo depois de Saturno, fazer ela dar uma última olhada em direção de casa.
De saturno, a Terra apareceria muito pequena para a Voyager apanhar qualquer detalhe, nosso planeta seria apenas um ponto de luz, um "pixel" solitário, dificilmente distinguível de muitos outros pontos de luz que a Voyager avistaria:
Espaçonave Voyager
Planetas vizinhos, sóis distantes. Mas justamente por causa dessa imprecisão de nosso mundo assim revelado valeria a pena ter tal fotografia.

Já havia sido bem entendido por cientistas e filósofos da antiguidade clássica, que a Terra era um mero ponto de luz em um vasto cosmos circundante, mas ninguém jamais a tinha visto assim. 

Aqui estava nossa primeira chance, e talvez a nossa última nas próximas décadas.

Então, aqui está - um mosaico quadriculado estendido em cima dos planetas, e um fundo pontilhado de estrelas distantes. 

Por causa do reflexo da luz do sol na espaçonave, a Terra parece estar apoiada em um raio de sol. 

Como se houvesse alguma importância especial para esse pequeno mundo, mas é apenas um acidente de geometria e ótica. 

Não há nenhum sinal de humanos nessa foto. 

Nem nossas modificações da superfície da Terra, nem nossas máquinas, nem nós mesmos. 

Desse ponto de vista, nossa obsessão com nacionalismo não aparece em evidência. 

Nós somos muito pequenos na escala dos mundos, humanos são irrelevantes, uma fina película de vida num obscuro e solitário torrão de rocha e metal.

Considere novamente esse ponto. 

É aqui. É nosso lar. Somos nós. 

Nele, todos que você ama, todos que você conhece, todos de quem você já ouviu falar, todo ser humano que já existiu, viveram suas vidas. 

A totalidade de nossas alegrias e sofrimentos, milhares de religiões, ideologias e doutrinas econômicas, cada caçador e saqueador, cada herói e covarde, cada criador e destruidor da civilização, cada rei e plebeu, cada casal apaixonado, cada mãe e pai, cada crianças esperançosas, inventores e exploradores, cada educador, cada político corrupto, cada "superstar", cada "lidere supremo", cada santo e pecador na história da nossa espécie viveu ali, em um grão de poeira suspenso em um raio de sol.

A Terra é um palco muito pequeno em uma imensa arena cósmica. 

Pense nas infindáveis crueldades infringidas pelos habitantes de um canto desse pixel, nos quase imperceptíveis habitantes de um outro canto, o quão frequentemente seus mal-entendidos, o quanto sua ânsia por se matarem, e o quão fervorosamente eles se odeiam. 

Pense nos rios de sangue derramados por todos aqueles generais e imperadores, para que, em sua gloria e triunfo, eles pudessem se tornar os mestres momentâneos de uma fração de um ponto. 

Nossas atitudes, nossa imaginaria auto-importância, a ilusão de que temos uma posição privilegiada no Universo, é desafiada por esse pálido ponto de luz.

Nosso planeta é um espécime solitário na grande e envolvente escuridão cósmica. 

Na nossa obscuridade, em toda essa vastidão, não ha nenhum indicio que ajuda possa vir de outro lugar para nos salvar de nos mesmos. 

A Terra é o único mundo conhecido até agora que sustenta vida. 

Não há lugar nenhum, pelo menos no futuro próximo, no qual nossa espécie possa migrar. Visitar, talvez, se estabelecer, ainda não. 

Goste ou não, por enquanto, a terra é onde estamos estabelecidos.

Foi dito que a astronomia é uma experiência que traz humildade e constrói o caráter. 

Talvez, não haja melhor demonstração das tolices e vaidades humanas que essa imagem distante do nosso pequeno mundo. 

Ela enfatiza nossa responsabilidade de tratarmos melhor uns aos outros, e de preservar e estimar o único lar que nós conhecemos... o pálido ponto azul.


Autor: Carl Sagan. 


Papai Noel e menino Jesus
Eu quis colocar esse texto acima para que nós pudéssemos fazer uma reflexão dos nossos dias, de tudo a nossa volta, do quanto somos pequenos num mundinho por igual pequeno, mas que presenciamos a todo instante, pessoas mesquinhas sem valor, mas que nessa data independente das nossas religiões voltemos realmente para a fé e nessa união espiritual, sentir o nascimento Daquele que nos mostra todos os dias, em cada detalhe, o real significado do amor.

O Blog Rio Sul e sua Equipe desejam de coração um Feliz Natal e com certeza 2016 com saúde, sempre, ainda mais sucesso e fé para todos. 

Abraços e Beijos.

Blog Rio Sul



Comentários

  1. Gostei principalmente das suas comparações e desse jeito reflexivo, parabéns. Mas acho que o blog precisa de mais cor, não?

    ResponderExcluir
  2. Eu outro dia andei a refletir sobre nossa pequenez, sobre o quanto destruímos nossos bens naturais e destruímos o próximo. É bom parar e refletir um pouco sobre esse texto e lê uma e duas vezes. Ótima reflexão.

    ResponderExcluir
  3. Ótimo post , super meditativo . Gostei muito e voltarei mais vezes.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi Rafa, tudo bem?

    Gosto muito da sua forma de escrever
    Adorei o texto.

    O que separa as pessoas é a religião, a fé nos Une cada vez mais

    Beijos

    Mari do like a make
    http://www.likeamake.com

    ResponderExcluir
  5. Realmente a nossa pequenez é em todo sentido, principalmente quando olhamos a grandeza que nos cerca, precisamos aprender um pouco mais sobre a humildade e dar valor aos nosso pequenos momentos, estar perto de quem amamos, e aprendermos a amar ...

    Belíssima reflexão Rafa!

    Bjos
    Minda

    ResponderExcluir
  6. adorei querido precismos mesmo saber mais e mais né

    ResponderExcluir
  7. Sempre bom conhecer mais a si mesmo e aquilo que esta a nossa volta. Desejo 2016 de muitas descobertas adorei a reflexão. Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oiii.
    Ótimo texto!
    Muito reflexivo mesmo
    Gostei bastante dele e da abordagem que fez
    Precisamos mesmo pensar em nossas atitudes em face do mundo
    Belo post
    :)

    ResponderExcluir
  9. Pura verdade, sempre digo isso por aqui, sabe o que é engraçado...um dia fiz esse comentário em uma entrevista de emprego e a psicóloga me perguntou se tenho problema com auto estima rsrsrs só pq falei que somoos pequenos demais diante de um mundo tão grande rs

    ResponderExcluir
  10. adorei o texto, e concordo com vc, somo quase nada no universo e nos achamos muito. O que necessitamos é mais fé e amor ao proximo. Beijos

    ResponderExcluir
  11. Gosto de passar em teu blog por esses motivo, você sempre bem como colocar suas palavras, ficou ótimo o post

    ResponderExcluir
  12. Oi rafa, ótima reflexão para podemos refletir todas nossa vida bjs.

    ResponderExcluir
  13. surpreendente como me tocou,adorei de um jeito descontraido e nao cansativo,adorei postagem parabens

    ResponderExcluir
  14. Adorei seu post.
    É muito bom sabermos quão pequenos nós somos, perante um universo inteiro e infinito.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  15. Raphael, belo texto e faz muito sentido.
    Que seu 2016 seja maravilhoso.

    Ruiva Amarga

    ResponderExcluir
  16. Lindo texto adoreii, beijos e ótima semana =*

    ResponderExcluir
  17. Muito linda sua comparação Raphael bem interessante...Parabéns pelo excelente post.

    www.studiocriativoarteemeva.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Texto reflexivo pra mim é tudo, gosto de quando eles me fazem pensar um pouco no que é de verdade importante! Beijo

    ResponderExcluir
  19. Foi uma boa reflexão, um bom ano pra você também, beijos

    ResponderExcluir
  20. Oii,

    Gostei do texto e uma ótima reflexão.
    Feliz 2016 para vocês.

    beijos

    ResponderExcluir
  21. nossa verdade Raphael, concordo com tudo, somo iguais, e ser humanos, mesquinhos e ignorantes, e logo penso, deveriamos ser melhor do que isso afinal somos seres racionais e conseguimos ser na verdade muitas as vezes apenas nada.
    bjs
    http://clubedabelezaemaquiagem.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Olá,como vão as coisas?
    Parabéns pelo post, esta ótimo.
    http://leiturasdamary.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Oi Rafa td bem??
    Gostei da reflexão.
    Feluz 2016 para vc bbjss

    ResponderExcluir
  24. Oi Rafa parando pra pensar no que o texto diz é realmente isso muitos querem ser grande num mundo tão pequeno.
    Boa reflexão.
    Param belo 2016.

    ResponderExcluir
  25. Carl Sagan é o cara! Acompanho o trabalho dele a bastante tempo, adoro ciência, tentar descobrir como tudo surgiu sem esse blá blá religioso! Texto top! bj

    Erika Magalhães

    ResponderExcluir
  26. Oi Rafa!
    Cuidar do planeta, começa ao cuidar de tudo a nossa volta, por onde a gente vive, e passa diariamente! Acho tudo válido! Ótimo texto! Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas